domingo, 27 de setembro de 2009

Sopro*

Ainda que esqueceste
o teu rosto e todas as tuas palavras,
ainda assim cantaria a saudade
transformando-a num sopro de luz!