Música!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Luzidio Instante

O sempre é presente de agora: Amor é Luz! Lembrança é esperança aos olhos do tempo. Futuro é miragem do depois, do nunca e do talvez um dia. Amor e luz emanam da vida e de tudo o resto. Saber ouvir é sentir-se eternizado em união com tudo que é divino e mora no universo. Aos olhos sentirem a chuva descer em sintonia com toda tristeza. Porque a vida tem tristezas e alegrias. Abranger os horizontes para cada vez mais a vida ter um sentido que seja amável precioso e verdadeiro. É permitido amar! E parece ser suficiente pensar que podemos amar livremente, porque o maior medo que temos é do amor. Existem encontros por toda parte. Existem encontros que se fazem desencontrados, rejeitados. Isso ocorre quando invadimos a solidão ao ponto de arder a semente de um encontro. Um encontro que se fez brevemente silenciado. Mas o que buscamos é encontrar-se e a saudade ainda permanece nas nossas essências como seres de alguma luz. A saudade de encontrar-se com um todo que nos faça sentir inteiramente. Sempre ainda inteiros seremos juntos algo mais que a solidão. E sós é apenas um passo para a loucura, a verdadeira não a divulgada, a loucura de quem não liga para os outros. A loucura de isolar-se por inteiro do mundo e achar que dessa forma vai encontrar algo mais que a solidão. Somos seres de alguma luz, seja qual for sua intensidade e vibração. Cada instante encontra-se com a eternidade, cada detalhe encontra-se com o todo e sempre existe saudade. Saudade de alguém que por um instante sentimos alguma conexão forte o suficiente para existir alguma ternura. Cada pedaço de vida quer se encontrar com outro pedaço de vida. O som do mar quando encontra-se com a areia faz sentir vida. A intensidade de um instante tem o valor da vontade de viver, amar, ser, sonhar. Por isso é permitido, é permitido amar!! Seja qual for a forma de amor é nobre, é bonito, é para simplesmente ser assim algo que vale a pena viver, sonhar, ser, amar. Enfim alguma luz habita qualquer miragem. Esperança é indício de vida, indício de luz! Ainda hoje vibra o luzidio agora em ti, em nós, em todos nós. Percebes que esse instante tem a intensidade do encontro por vezes desencontrado ou quem sabe um encontro silenciado em sonhos bons. Esse luzidio instante quer encontrar-se contigo nesse agora eternizado na ternura de uma união para espalhar entre o mundo, entre todos um vendaval de luz. Que haja paz, amor e luz em ti e em todos.

Nenhum comentário: