sábado, 9 de janeiro de 2010

Versos de Ti*


O teu olhar a luzir é um encanto.
Um afago belo quase transcendente.
E quanto ao teu riso, abrangente.
Tu, essa saudade e mais um tanto.

Segredar versos aqui neste canto.
Azuis no teu olhar incandescente.
Chove toda uma chuva transparente.
Preciosidades por trás do manto.

Tempo de nuvens, ventos e algo no céu,
dias contigo nesse meu coração
e asteriscos a ti jogados ao léu.

Versos que suavemente tocam o chão
ao percorrer toda extensão do céu.
Ouvir a tranqüilidade dessa paixão.


*escrito em 15 de junho de 2009

4 comentários:

Vieira Calado disse...

E foi bem escrito, o soneto,

no dia 15 de Junho!

Beijinho

Luiza M. Nogueira disse...

Vieira: Obrigada, gentileza tua. Beijos.

Linda Simões disse...

Amei!

Muito bonito,mesmo!


Beijos

Henrique Rodrigues Soares disse...

Luiza, normalmente vejo que segue meus blogs, não que eu tenha reservas,mas porque ás vezes conhecemos algo novo e gostei, vou visitar de novo para ler as outras postagens, pois gostei muito do seu espaço.

Sds.