sexta-feira, 16 de julho de 2010

Prece

(Sentidos na Pele)

da poesia nos olhos
das lembranças na pele
da beleza de uma lágrima
das recordações
e das pessoas que nos tocam
ao passar em nossas vidas

da sensibilidade
da clarividência
do amor
da dor

do mar nos olhos
dos olhos de vida

e do silêncio final

(...)


15 comentários:

lupussignatus disse...

multicolor

fonte


[a que banha
as
órbitas
do
coração]


*parabéns
pela beleza
do espaço*

Ribeiro Pedreira disse...

a poesia de tudo que há, de tudo que foi possível, do que pareceu ter ido e do que se foi, deixando o silêncio latente.

esse desenho seu é de uma tristeza encantadora. uma nosgalgia colorida.

Bjs!

A Magia da Noite disse...

o olhar é uma janela para a alma.

Assis Freitas disse...

comungo nos versos,

beijo

[ rod ] ® disse...

Prece perene, mostre-se fim mesmo que nas meias etapas que coabita. Sou sensível ao claro viril.

Bjs moça e parabéns!

MAILSON FURTADO disse...

Excelente texto...

PARAbéns pelo belo blog...

MUITO BOM!!!

Acesse...

http://mailsonfurtado.blogspot.com

AC disse...

Manifesto de vida, tecido de sensibilidade, com a espiritualidade de permeio.

Gostei!

Vieira Calado disse...

Mas... não é isso tudo a poesia?

Saudações poéticas

Hilton Valeriano disse...

Maravilhosos os seus desenhos! Se tiver interesse, mande uma seleção para meu email e postarei em meu blog Poesia Diversa. Um grande abraço!

Samarone Barcellos disse...

Bonito o poema e o desenho. Virei aqui mais vezes senhorita do nariz vermelho. :]

Luiza Maciel Nogueira disse...

lupussignatus: grata, todo olhar abriga um verso. beijos.

Ribeiro: grata. o silêncio por vezes é uma prece. beijos.

Magia: A alma é janela para o infinito. :) bjs.

Assis: Que bom é estar junto contigo nessa prece :). Grata. bjs.

rod: agradeço o carinho. Beijos.

Mailson: Parabéns aos versos que existem em cada olhar, bjs.

AC: :) obrigada. Beijo.

Vieira: :) Sim, a poesia no silêncio do olhar. beijo.

Hilton: Acabei de mandar. Obrigada pelo interesse nos desenhos. Beijos.

Samarone: :O) beijo.

lampâda mervelha disse...

É um vasto olhar. Imenso.

Bj*

Luiza disse...

Lâmpada: :), o mar é. bjs

José Carlos Brandão disse...

A poesia como prece. Perfeito (embora a perfeição não exista - então, fascina mais ainda).

... e eu que pensava já ter comentado este poema. É a correria para a publicação de meu livro... E eu nem saio do lugar!

Beijo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

José Carlos: eu tbm tenho essas coisas de não sair do lugar quando tem que..acho que é um mal de quem escreve. beijos.