quarta-feira, 28 de julho de 2010

Esquecimento


(Dançarina e pássaros - por Luiza Maciel Nogueira)


aos poucos perco a fala
o contorno do tempo é intraduzível

já é tudo silêncio macio
é que qualquer palavra cairá
no vazio do esquecimento

o sentimento é intraduzível
e a ternura é um detalhe
que permeia a escuridão
de qualquer gesto inteiro
enquanto o tempo se esvai
lentamente pela noite
na pele de tantos sentidos

já perdi o perfume das ausências
e saudade é regresso de tristeza
mas não importa mais
as asas são para os pássaros
deixo que livres pousem e voem 
enquanto permaneço sempre
onde nunca e tudo bem

o passado não me tem
eu sou de ninguém



*

19 comentários:

Edu SP disse...

Oi Luiza !!

Gostei do blog e dos textos, se tiver um tempo visite o meu site/blog !!

Bjs, Ricardo Jansen
www.loucoporpes.blogger.com.br

Ribeiro Pedreira disse...

ser de ninguém é poder ser de todos. o tempo é quem determina os pertencimentos.
bjs!

Hilton Valeriano disse...

Desenho maravilhoso!

Sereníssima-Lena Ferreira disse...

Sua arte é preciosa, Luiza. Parabéns! O blog, todo é lindo, repito! Estou seguindo com os dois perfis. rs Beijo sereno.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Edu SP: apaixonado por pés? cada um encontra um sentido do que gosta na vida não é mesmo? Beijo

Ribeiro Pedreira: quem não tem passado, não existe no tempo. :) Beijo

Hilton: Grata! Estou trabalhando nos teus desenhos. Beijo

Sereníssima: Obrigadíssima! Precioso é os olhos de quem aprecia e lá no fundo repercute alguma beleza (essa sim tem uma preciosidade indiscutível). Beijos

Fred Caju disse...

Sensacional! Um jogo de imagens abstratas (no sentido de substantivos, não de narrativa como erroneamente o termo é muitas vezes usado) muito bem feito.

lampâda mervelha disse...

Sentimento de véu negro. Sentido. Calmo.

Fouad Talal disse...

pode até ser, mas quem tem uma caixa de lápis de colorir em mãos sempre pode alçar vôos...

(gosto imenso dos seus desenhos!)
bjo.

Lídia Borges disse...

Sem passado o presente é algo em suspensão que pode cair a qualquer sopro do vento.

Um beijo

Os desenhos são bem expressivos. Parabéns.

Geraldo de Barros disse...

gostei muito do espaço, estarei aqui mais vezes ;)

lindo poema!

beijo,
G

Luiza Maciel Nogueira disse...

Fred Caju: grata pelo elogio. bjs.

Lâmpada: não exagere, faço drama mas é tudo brincadeira. bjs.

Fouad: obrigada pelo apreço aos rabiscos, bjs.

Lídia: :), bjs.

Geraldo: pois venha quando quiser e comente somente quando sentir vontade, bjs.

Assis Freitas disse...

gostei de tudo, principalmente do final, belo arremate


beijo

AC disse...

Rodopia a bailarina, em voo de pássaro...
E quanto mais rodopia mais ela voa, deixando para trás as amarras que lhe toldam os sentidos...
Voa, bailarina, voa, corta o negrume das garras que te consomem...
E a bailarina voou.

Beijo

Luiza Maciel Nogueira disse...

Assis: eu digo que quem não lê Assis, não sabe o que está perdendo. é uma aventura por dia. :), bj.

AC: Adorei essa estórinha! Fez-me rir, :). Beijo.

Lou Vilela disse...

Demorei..., mas finalmente consegui vir retribuir a visita ao Nudez Poética e conhecer o seu espaço.

Seus desenhos são encantadores. Você trabalha com ilustrações?

Abraços,
Lou

Marcantonio disse...

Luiza, seus desenhos são muito expressivos. Gostei muito desses das silhuetas. "Face" me lembrou Klee. E "Nascer do sol na estrada do litoral" é um encanto de tão poético! Com palavras, traços e cores, você faz uma poesia franca, de líricos matizes, sem medo de se expressar.

Beijo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Lou Vilela: não cobro visitas, venha somente se quiser! Trabalho sim, se precisar me mande um e-mail para: tainha21@hotmail.com e a gente conversa. Beijos.

Marcantonio: Gratíssima pelo elogio, o objetivo é esse mesmo: a expressão livre do que vier. Bjs.

Lou Vilela disse...

Oi Luiza, não se preocupe!

Vim pela primeira vez para agradecer a visita e conhecer o espaço; permaneci - e retornei - por ter-me agradado. ;)

Achei que você trabalhasse com ilustração. São imagens encantadoras! O e-mail já está registrado.

Abraços

Lara Amaral disse...

Bonitos versos. O desenho é lindíssimo, gostei muito. Vi sua tela no blog do Fouad e vim te conhecer.

Prazer!

Beijos.