terça-feira, 31 de agosto de 2010

Desde já

(Pássaro sobrevoando o mar - por Luiza Maciel Nogueira)


1. Ponto final

ponto final amor
ponto final
chega de vírgulas
dois pontos, parágrafos
ponto vírgula e travessão
vá voar, vá rir, vá ser feliz
e por hoje é só!

só tenho vocação
para te amar
e ponto!
ponto final amor
ponto final!


2. Mística

pássaros, árvores,
mares e ondas
rumo à essência
do olhar novo
instante primeiro

a dança das ondas
no olhar derradeiro
enquanto embriago
os olhos de mar
a pele em ondas

os pássaros cantam,
as árvores sussurram
a canção da ventania
e meu mar é todo teu
simples assim 


3. Introspecção

quando só
solidão
papel vazio
crio versos
todos para ti
sem saber
quem és
e onde posso
te encontrar

 

7 comentários:

Ribeiro Pedreira disse...

iniciar o amor com um ponto final é sentir na pele toda natureza viva na ânsia de ao menos um encontro. o encontro de desvendar o mistério que se esconde por trás dos "olhos de mar".

Assis Freitas disse...

vocação de poesia e canto,


beijo

Vieira Calado disse...

Bem arquitectados e escritos

os 3 poemas!

Bjs

Vieira Calado disse...

Bem arquitectados e escritos

os 3 poemas!

Bjs

AC disse...

Muito bem, a veia continua a latejar da melhor forma...!
Gostei muito!

Beijo :)

Lara Amaral disse...

O seu primeiro poema me lembrou um pouco do meu que coloquei no facebook:

Não sei por que escrevo tanto
se tudo o que me deste
foi um(a) pont(ada)o final

Luiza Maciel Nogueira disse...

Lara: :) e foi isso mesmo né Lara, um ponto final às vezes é preciso! Agora teus versos são sempre muito belos, divinos, com uma introspecção perfumada a jasmins, que é a flor da alma! beijos querida poetisa