sábado, 7 de agosto de 2010

Para Fouad Talal

(Japão - por Luiza Maciel Nogueira)

Para o poeta Fouad Talal do Versos de Cor .


Habitas versos de intensos prismas 
e compões ao teu modo o que quiseres
ris, brincas e pede passagem
para a esperança, outra para o amor,
mais uma para a arte e outras tantas
para o nada; respiras, caminhas, observas.

Beijas o nada sem entender qualquer mistério,
mas mesmo assim não importa
as lindezas continuam lá ainda que um dia
dia pensemos o contrário
"nunca estiveram ao nosso alcance".
Bebes a essência de cada morada do verso.
O indecifrável te impele,
universificas as esperanças do dia
e loucos enigmas te fazem vívido!

Um dia ainda faço um poema para ti.
Um poema de ti.




7 comentários:

Ribeiro Pedreira disse...

há poetas que escrevem a vida e Fouad é um desses. E tu versejas como quem fabrica encantos.
Bjs, moça!!!

Fouad Talal disse...

ô moça!

que poema lindo!
como eu agradeço a esses versos tão bonitos? e cabe em palavras?

ai de mim universificar esperanças!
no máximo diversifico agonias...rs

meu carinho e gratidão pelas letras dedicadas!

um beijo.
FT

Primeira Pessoa disse...

poema bonito.
fouad ficou bem de muso inspirador.
virou um poema.

abração do
roberto.

Zélia Guardiano disse...

Luiza
Que lindos versos fizeste para o Fouad!
Fico lendo e relendo, feliz da vida, porque este poeta é meu xodó...
Assino embaixo de tudo que dele disseste!
Parabéns aos dois!!!
Beijos

Noslen ed azuos disse...

Olá, acompanho o Fouad, por isso sei que o que escreveu sintetiza muito bem a arte da pessoa Fouad, muito bonito, ambas , tela e poesia.

bjs
ns

Juan Moravagine Carneiro disse...

Fouad é um dos caras mais corajosos no sentido artistico que conheço...

abraços

Vieira Calado disse...

É isso!

Um poema a alguém

é sempre um poema

sobre alguém.

Saudações poéticas