segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Sonho

(Sono por Luiza Maciel Nogueira)



oscilações do silêncio
nada e tudo
moram apenas numa palavra
dependendo do sonhador

o sono sereno de Catarina
nega a falta do amor
dizia ela que tudo era
amor, ternura e silêncio

o nada* era o tanto 
o canto era o nada*





*(amor, ternura e silêncio)




7 comentários:

Ana disse...

sei, essa Catarina me lembra muito alguém que vive por aqui a desenhar, ihihi beijinho

Renato disse...

O amor em toda pele...bjao

AC disse...

O esboçar do sentimento completo, inteiro, que só se forja no silêncio...

Beijo :)

Assis Freitas disse...

e tudo se contém, em si

beijo

Alice disse...

" a flor com que a menina sonha está no sonho ou na fronha? "

José Carlos Brandão disse...

oscilações do silêncio - uma boa definição da poesia.
Beijo.

Lara Amaral disse...

Suas oscilações me bambearam; sua tela encheu meus olhos de luz.

Beijo, linda!