Música!

domingo, 28 de novembro de 2010

"Brilho"

(ilustração por Luiza Maciel Nogueira)


"As palavras ganham vida e chegam, até ti, envoltas em manto de ternura, roçando suavemente a pele e amainando a inquietação do vento forte. Preciosas são essas palavras, que insinuam o cenário do apaziguamento. Pois eu digo-te que as cuides, que as mimes. Vais ver que, quando partires, elas já farão parte de ti. Não, o mundo não te fará reverência. Mas, se reparares, irá admirar a convicção no brilho do teu olhar."


7 comentários:

Assis Freitas disse...

rebrilham sílabas e cores,


beijo

AC disse...

Luiza,
Foi um enorme prazer ver modestas palavras ilustradas dessa forma. .

Beijo :)

Vanessa Souza Moraes disse...

O mundo nunca nos faz reverência.

Noslen ed azuos disse...

Preciosas palavras encontraste para acompanhar seu desenho Luisa, pensarei melhor nas "palavras"para telas como reflexo em meus olhares!

Bjs
Ns

Luiza Maciel Nogueira disse...

AC: bom, por si as palavras brilham já em um mar calmo. Penso que a maturidade vem quando percemos que não adianta, nem resulta, nem acrescenta nada querer ser centro de reverência - só trás sofrimento. O que conta com certeza é o brilho que permanece no olhar a admirar a vida e sua dança.

Bom, são essas impressões que tive do teu belo poema. E te parabenizo por escrever algo ao mesmo tempo tão verdadeiro e tão sensível.

Beijos e grata pela oportunidade!

Zélia Guardiano disse...

Luiza, minha querida
Que postagem maravilhosa!
Os versos, puro encantamento...
O desenho, uma lindeza que dispensa palavras...
Um presente magnifico que você nos oferece.
Abraço e beijinhos, amiga!

Ana disse...

se reparares bem o brilho é tudo o que resta das esperanças.

beijão