Música!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Cidadezinha

(Cidadezinha por Luiza Maciel Nogueira)


Na noite estrelada as luzes que brilham em cada lar. É indício de vida, indício de alma. Ao olhar o horizonte negro, o céu cinza escuro e as pequenas luzes penso numa cidade de estrelas...

Vida nova, vida breve, vida vivida pela boca usufruída em goles de gotas, em sonhos leves. Quanta vida, quanto sonho - se cada luz pudesse ser um multi-verso, um infini-verso (verso sem fim) e é em ternura atenta, verso raro no olhar embebido.

Em cada luzinha mora um sonho, esperança de ser encontro. Desmancha no silêncio o verso, captado em um segundo breve - pela lente do encontro. Não sei. Fingimos que compreendemos um tanto, mas é tão mínimo o que fica. Só o quanto se aguenta do mundo. Só o quanto se permite sentir...tudo o mais vibra em oração plena. 

Um multiverso cheio de nuances que em cada luz vibra o encontro.

A vida continua. A vida, os encontros, as ternuras...

As luzes da cidade quando anoitece...é que em cada luzinha mora alguém - um multiverso, um universo, uma alma. E é preciso saber o manto negro também abriga versos de escuridão...

Em toda parte a poesia respira silêncios...

12 comentários:

Ana disse...

prosa recheada de vida
beijo amiga

Assis Freitas disse...

Em toda parte a poesia respira silêncios...


que maravilha,


beijo

Dario B. disse...

É o que vejo tb, quando olho a cidade do alto, uma alma em cada luz, e o pulsar da poesia. Bjo.

Regina m disse...

A verdade que aquece.

Fred Caju disse...

A pequena pausa para as férias, fizeram bem. Há ainda mais originalidade por aqui! Bom final de semana!

AC Rangel disse...

Luiza, vc consegue transmitir muita paz e muita ternura em tudo o que escreve. Impossível ficar sem te ler. E obrigado pela visita. Adoraria poder conversar mais com vc.

beijo

MYS disse...

Olá Luiza,

que lindas suas poesias!!!

encontrei mais uma sagitáriana...q legal!!!

abç de luz
MYS

Cris de Souza disse...

sua voz iluminou a minha madrugada, esse desfecho é de estrela...

beijo, luiza!
(teu nome é lírico por si só)

Marta disse...

E o silêncio torna-se, por sua vez em poesia....
Lindo, cheio de luz e paz...
Gostei muito..
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

Analuz disse...

A Luz é meu fascínio... minha ressureição...

Belíssima a tua arte entrelaçada... Belo canto!

Abraço iluminado!

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá, vim desejar-te um lindo domingo,com uma abençoada semana, deixo também um abraço.

Meus espaços te esperam com aconchego de amiga.

http://valvesta.blogspot.com/
http://hanukkalado.blogspot.com/
serás bem vinda.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Ac. Rangel- sinto-me lisongeada, se quiser mande-me um e-mail. Bjo.