segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Diálogo do íntimo


(Orquídeas por Luiza Maciel Nogueira)



tens razão coração
pare de transbordar palavras
escuta um pouco desse silêncio
de flor no vaso, de moscas a rodopiar
do céu em grito azul




6 comentários:

AC disse...

Há sempre um vislumbre de vida no mais ínfimo pormenor...

beijo :)

Valquíria Oliveira Calado disse...

me vestiu como luva... beijos Amiga e boa semana.

Ana disse...

desenho belíssimo! bjs

Anônimo disse...

Belo poema!
Realmente, tem dias que nosso interior está agitado, e não é facil silenciar. As vezes tenho dificuldade de distinguir se quem está tagarelando é o coração ou a mente...
Parabens tambem pelas orquideas, estão lindas!

Beijos
Renato Nogueira

Marcantonio disse...

Íntimas num vínculo de beleza são essas palavras e essa imagem. Eu me pergunto o que veio primeiro.

E essas mosquinhas são um detalhe formidável. Não estão aí por acaso.

Beijo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Marcantonio: aqui quase sempre o que bem primeiro eh o desenho e a partir do desenho as palavras se desvelam. Bjs