domingo, 5 de dezembro de 2010

O beijo

(Luiza MN)



depois o poema virá
trespassar os lábios
e a língua saberá
o canto

15 comentários:

Leonardo B. disse...

[e do corpo também se faz alma, letra e chão]

um imenso abraço,

Leonardo B.

Úrsula Avner disse...

Oi Luiza,

belo post... Tanto o desenho qanto o poemeto (o miudo) ficaram demais ! Amei... Bj.

Úrsula

Valquíria Oliveira Calado disse...

Lindo desenho, boa semana com alegrias, beijos.

Hilton Valeriano disse...

Belo porque essencial!

Malu disse...

... porque um poema diz tudo, sempre!

renato nogueira disse...

Realmente, os poemas são como um beijo de um casal apaixonado, nunca sabemos aonde vāo nos levar!

beijo,
Renato

renato nogueira disse...

Realmente, os poemas são como um beijo de um casal apaixonado, nunca sabemos aonde vāo nos levar!

beijo,
Renato

Geraldo de Barros disse...

em cada uma de suas notas :)

lindo, lindo!

beijos
G

Felipe S. disse...

Oi Luiza quero agradecer tardiamente a sua visita e palavras no meu blog, é muito gratificante, obrigado. Estive meio afastado do blog, mas a arte tem seu tempo próprio, venho aqui agora agradecer... Apareça sempre :)Grande abraço, Felipe

Vanessa Souza Moraes disse...

Imagens de beijo sempre me enternecem.

Assis Freitas disse...

e o sibilo alado,


beijo

Lara Amaral disse...

E vc sabe cada canto, contorno, traço de poesia e de pintura. Excelente, flor!

Beijo.

Athila Goyaz disse...

Belo poema, belo blog!

José Carlos Brandão disse...

Lindo!
Beijo.

Marcantonio disse...

Muito bonito, Luiza. E o desenho é um achado, de tão essencial. Vejo que algo mudou: os fundos agora é que são silhuetas negativas que fazem surgir as figuras claras.

Beijo.