Música!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Sombras do sol


(Cinco monotipias - por Marcantonio)


ramos, galhos, estrondos, raios
a luminosidade encontra a sombra
a sombra encontra a luz
opostos se unem
túneis, paisagens, florestas, cidades
riscos de anoitecer
chamas do sol



(poema produzido a partir da
belíssima arte de Marcantonio)


9 comentários:

Leonardo B. disse...

[onde será possível a palavra que não se conceba nesse espaço, claro escuro, sombra e luz do traço?]

um imenso abraço,

Leonardo B.

Hugo disse...

nossa, isso que é arte!

bjs

Tania regina Contreiras disse...

Belas artes de palavras e imagens!
Beijos,

Assis Freitas disse...

opostos se unem entre pétalas, sons e cores: na pátina da página



beijo

Cris de Souza disse...

poema plural para uma arte singular.

beijo, doçura!

Marcantonio disse...

Ô Luiza, eu havia saído e só agora vi. O seu olhar redirecionou o meu para as imagens que eu mesmo fiz. E vi que tudo o que você viu realmente está lá, nessas paisagens quase abstratas, que confrontam luzes e sombras. Faltava uma percepção poética para revelar isso, o que você fez de maneira tão bonita. E isso, na verdade, não me surpreende, pois você sabe unir de um modo sensível e especial a palavra à imagem.

Obrigado, querida.

Beijo.

Lara Amaral disse...

Linda poesia para o lindo trabalho do nosso amigo.

Beijos.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Obrigada Marcantonio, acho que é fácil fazer poesia diante de uma imagem tão inspiradora! Beijo!

Dario B. disse...

Fantástica união, se não dizes não se sabe qual inspirou o que. Um beijo.