quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Amor sim


(desenho de 2008 - Luiza Maciel Nogueira)

1.
quebro a pedra
tiro o sumo
bebo o néctar


2.
quando o muro caiu
construí outro
ter-te seria só uma vaidade
que não aguentaria
tanto tempo assim


3.
amor sim amor
ternura pra ti
não tanto que te iluda
mas um bocado que te preencha
depois pra vida nascer feliz
nos olhos derramei sementes
na pele ofereci carícias

beijei os olhos uma última vez
soprei uma luz até ti
porque amar é também voar
não tanto que te iluda
mas um bocado que te preencha
amor sim amor




4 comentários:

Valquiria Calado disse...

E o amor colori as flores, adoça os frutos , faz o coração voar alto, e bailar por entre luzes.

bjinhos

Assis Freitas disse...

tirar o sumo da pedra, gosto dessas visões minerais


beijo

Paulo Becare Henrique disse...

Amor sim, amo assim.

Sandrio cândido. disse...

Que poema tão belo.
beijos