sábado, 12 de fevereiro de 2011

Grão


(Luiza Maciel Nogueira)

após muito sonhar
cheguei a uma conclusão
nada é pra mim
a música é de todos
quem quiser ouvir
a terá sob as mãos
na pele do coração
é assim, não é para mim
o grão sabe ser grão
apenas um
no meio da multidão
e sim, sim
em união




9 comentários:

Ana SS disse...

doce sacada.

Paulo Becare Henrique disse...

Apenas um no meio da multidão, porém único e singular.

Zélia Guardiano disse...

Puro deslumbramento, Luiza querida!
Você e sua magnífica arte, diversificada...
Parabéns!
Abraço apertado!

AC disse...

Ah, Luiza, caminhei no seu pensamento...
É isso mesmo!

Beijo :)

Leonardo B. disse...

[é na partilha que todo o grão da arte se torna inteiro]

um imenso abraço, Luiza

Leonardo B.

Assis Freitas disse...

de grão em grão, a canção


beijo

Jorge Pimenta disse...

luíza,
o que me incomoda é quando os ouvidos não a sabem escutar...
um beijo musical para ti!

F. Otavio M. Silva disse...

oi, passando pra divulvar meu blog
axo q vc vai gostar desse poema meu http://otaviomsilva.blogspot.com/2011/02/apenas-leia.html

Vou voltar mais por aki, adorei seu blog.

Ps: Sigo de volta

Teresa Cristina flordecaju disse...

A canção é de todos. Muito bem, querida. O meu carinho.