Música!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Três em um


(Árvores, prefiro árvores - por Luiza Maciel Nogueira)


PASSOS


pretendo esquecer a mágoa
afundar o corpo na água
limpar o atraso do passado
sorrir para o horizonte
sem preocupar-me 
com o futuro da pele no ar
sem tantas lembranças
sem tanta tristeza
sem tanta ansiedade
pretendo parar de jogar as cartas
escolher o meu caminho

depende só do destino







(Sem pudor - por Luiza Maciel Nogueira)


TODA TERNURA

toda ternura no olhar
explode o amor pelas paredes
a pele arrepia em delírio
segreda seus desejos
derrama beijos
no horizonte do silêncio
corpo abraça corpo





(Quebra-cabeças na praça - Luiza Maciel Nogueira)


LUCIDEZ MOMENTÂNEA

a verdade não insiste amor
persiste nas retinas 
sem tempo que atrapalhe a sua cor
sem violência que a sustente
a verdade só é
não bate, não desiste, não maltrata
a verdade mata



11 comentários:

Ana SS disse...

Até nas mentiras, há verdades.

José Carlos Brandão disse...

Árvores, prefiro árvores - eu também. Com toda ternura no olhar.

Beijo.

Priscila Lopes disse...

especialmente "toda ternura".

AC disse...

A vida nem sempre se deixa abraçar como queremos, mas a dignidade está no tentar sempre...

Beijo :)

Assis Freitas disse...

a verdade é contundente, a ternura é necessária - sin perder la ternura jamás - e os passos são o princípio de tudo,


beijo

Paulo Becare Henrique disse...

Não só mata, como também é imortal.

Alice disse...

Luiza, seus desenhos sempre lindos! E há poesia...

Tem um selo pra você lá no blog.

Um beijo

Noslen ed azuos disse...

desenhos da poetisa, poemas da desenhista, tudo numa Luisa criativa...sou fã de seus desenhos, eles me remetem ao lúdico.

bjs
ns

Rafael Castellar das Neves disse...

Ótimo Post...carregado no conteúdo e de conteúdo carregado!

[]s

Lara Amaral disse...

Vc colore nossos dias com pintura e poesia, linda!

Beijo.

Ana F. disse...

que bom seria esquecer as mágoas e não morrer com as verdades...

belíssimos!
bj