quinta-feira, 10 de março de 2011

Impossibilidades quem sabe possíveis: o amor isento de cobranças


(Solar e Bola de Pêlo - por Luiza Maciel Nogueira)


- As pessoas amam como podem Mia e não existe beleza maior do que isso. O amor não se compra, não se vende, vem de graça e não pede por absolutamente nada. Apenas existe.

- Que idealismo, hein? Então Fábio, prá que serve a realidade mesmo?

- Só pra encher o saco.



13 comentários:

Fouad Talal disse...

esse ficou caprichado mesmo viu lu?

beijão!

Alicia disse...

adorei!
a realidade só atrapalha mesmo

Sandra disse...

Delicioso!

Marcantonio disse...

Boa! A realidade só serve pra isso mesmo.

Beijo.

Tania regina Contreiras disse...

Verdade, realidade só atrapalha, quem inventou ela mesmo???
Beijos,

Jorge Pimenta disse...

qual o papel do amor num universo sem realidade? quem sabe não se negaria a si mesmo...
um beijo, luíza.
p.s. cada vez mais rendido às tuas ilustrações.

Ana F. disse...

adorei, Luiza! e os gatos ficaram lindos!

Assis Freitas disse...

boa, gostei disso


beijo

Luiza Maciel Nogueira disse...

Jorge: tá brincando né? serve pra imaginar, pra sonhar, pra arte, pra versar, pra ficar doido - serve pra tanta coisa :)

beijo

Ana disse...

kkkkkkkk, só você mesmo Lú

bjo

Fernand's disse...

para nos deixar loucos!!!!!!!!


rsrs
bjsmeus

Ana SS disse...

pra nao deixar a gente ser completamente feliz.

dade amorim disse...

Tá certo, grande verdade!
Beijão pra você.