segunda-feira, 11 de abril de 2011

A flor da noite


(Noite - por Luiza Maciel Nogueira)



recai sobre o verso
a pele da poesia
ou quem sabe do amor
do que já passou
sob os lábios de desassossego
nasce a pequena flor

na oração do tempo
a poesia desnuda o olhar 
expande seu corpo 
sob o chão, sob o céu, sob o mar

no coração da terra
poesia, arte, música

(Vida em prece)





23 comentários:

Sam disse...

faço do verso
o passo do dia
o compasso e melodia
minha dose diária
elixir da vida.

Que belo, Luiza.

Luiza, gostaria de saber se me permite, algum dia utilizar seus lindos desenhos em algumas de minhas publicações, com os devidos créditos?

Um abraço.
Samara Bassi.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Sam fique a vontade para publicar os desenhos que quiser, só peço que me avise no versosdeluz quando o fizer!

Um beijo

AC disse...

Luiza,

Todo o poema é uma maravilha, mas gostei particularmente destes versos:
"sob os lábios de desassossego
nasce a pequena flor
na oração do tempo"
Muito bom!

Beijo :)

Leonardo B. disse...

[a grande prece do mundo, atendida no tempo, momento]

um imenso abraço, Luiza

Leonardo B.

Luiza Maciel Nogueira disse...

AC: obrigada querido, acho que tu sabes o que é o desassossego essa coisa boa e ruim ao mesmo tempo que palavras talvez não alcancem. Um beijo desse lado de cá.

Leonardo B: A prece do mundo é poesia, por vezes música, por vezes arte, por vezes é apenas um silêncio que dança sem palavra nem imagem. Imenso abraço!

Sandrio cândido. disse...

Luiza, teus versos me emudeceram, eu só posso comtemplar.
beijos

Anônimo disse...

Lindo poema e ilustração!
Há poesia em tudo no mundo, para quem consegue ver...

Beijos
Renato

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"na oração do tempo
a poesia desnuda o olhar "
e quando isso acontece quantas coisas vemos?

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"na oração do tempo
a poesia desnuda o olhar "
e quando isso acontece quantas coisas vemos?

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"na oração do tempo
a poesia desnuda o olhar "
e quando isso acontece quantas coisas vemos?

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"na oração do tempo
a poesia desnuda o olhar "
e quando isso acontece quantas coisas vemos?

Jorge Pimenta disse...

luíza, diante do coração da terra onde semeias o mais deleitoso encantamento visual e sensorial, curvo-me em oração. sou seguidor da tua religião.
beijos!

Cadinho RoCo disse...

Na poesia, a vida.
Cadinho RoCo

Assis Freitas disse...

'tempo, tempo, tempo, tempo
és um senhor tão bonito'


beijo

Luiza Maciel Nogueira disse...

Sandrio: a contemplação é uma das coisas mais belas dessa vida, um estágio elevado de viver eu diria - sem críticas e pensamentos demais/sem aqueles préconceitos...é esse meu objetivo de vida. Te agradeço por isso, é um mérito teu! Beijos

Renato: se há! :) beijos

Luiza Maciel Nogueira disse...

Jorge: rsrs, fez-me rir Jorge. Mãos à obra! Beijos

Cadinho: vida = poesia - é o que eu tento passar no desenho "Poesia" - beijos

Assis: essa música é lindinha, não? E já diz tudo de uma só vez. Beijos

Luiza Maciel Nogueira disse...

alguém consegue ver um disco voador lá em cima? rsrs

Um beijo

A.S. disse...

Lindo o teu poema!!!


Beijos,
AL

Zélia Guardiano disse...

Lindíssimo, minha querida Luiza!
Lindíssimo!
Tudo...
Abraço repleto de admiração.

Suzana Martins disse...

Sob o verso nasce o poema que encanta a arte com o seu olhar!!!

Beijos

Raíz disse...

LUISA!

Maravilhosa tela!

Fantástico poema> "recai sobre o verso, a pele da poesia" Lindo demais!

Beijos

Mirze

Sônia Brandão disse...

A poesia dá sabor à vida.
Lindo o seu desenho completando o poema.

bjs

Úrsula Avner disse...

Oi Luiza, delicados e cândidos versos ilustrados, como sempre, por um belo desenho. Bj.