sexta-feira, 15 de abril de 2011

Lume*


(por Luiza Maciel Nogueira)


chegou o dia
não precisava mais
de um olhar
só precisava
era dos ouvidos
para escutar
o canto secreto
dos pássaros




13 comentários:

Geraldo de Barros disse...

também acabei de escrever sobre pássaros, que bacana isso. de duas, as duas: ou nossas palavras querem cantar, ou nossas palavras querem voar. mas a sua deixou o cheiro desse canto secreto nos olhos :)

AC disse...

Sentir, a capacidade que tudo irriga...

Beijo :)

Assis Freitas disse...

prescindir para ouvir,

beijo

A.S. disse...

Melodias que nos fazem levitar e esquecer as dificuldades do caminho...


Beijos!
AL

Ana disse...

Lú me lembrou do dia que você colocou uma música de pássaros só para assustar o vizinho chato. Figurinha você. Beijos

dade amorim disse...

Tudo tem seu canto secreto, os pássaros, a cidade, os astros e até as pessoas, que nunca chegamos a conhecer por completo. Muito sutil.

Beijo beijo.

Sônia Brandão disse...

Só uma sensibilidade acurada permite que se ouça esse canto secreto.

bjs

Fred Caju disse...

Eu vou com todos o sentidos!

Jonas Torres disse...

Muito lindo!
Adorei o poema e o blog.

Abraços.

Raíz disse...

Belo demais!

O problema é que os ouvidos ouvem o que convém. Já o olhar é o espelho da alma.

Beijos

Mirze

Jorge Pimenta disse...

quantas vezes o dia chega, parte e nem damos por isso. ah, se o canto dos pássaros trinasse no peito dos homens...
beijinho!

Silvia disse...

Luiza!
Adorei conhecer tuas palavras e amei os desenhos! Parabéns!

Celso Mendes disse...

sentir, sentir e sentir...

emudeço um instante diante de poemas assim.

beijo.