Música!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Pão com manteiga


(Pão com manteiga - por Luiza Maciel Nogueira)



hoje o pão caiu do lado certo
a manteiga não despejou no chão
peguei e abocanhei rapidamente
se tivesse caído do lado errado
morderia era os lábios
sem antes escutar o porque
o destino não quer nem saber
deixa o oposto se confundir
com os olhos vesgos
você é ele e eu sou você
ou será que serei ele
e eu cadê?


5 comentários:

Analuz disse...

Encantadora tua sensibilidade, Luíza...

Beijinho de admiração!

Jorge Pimenta disse...

o destino não quer saber, mas também te digo, querida amiga, que ele se dá muito mal com os poetas [contigo]: é que não está habituado a ser questionado nas suas despóticas deliberações.
beijos e pão com manteiga [de ambos os lados :)]!

Ana disse...

poema com humor Lú, que legal

bjs

Úrsula Avner disse...

Oi Luiza, texto adorável num jogo de palavras e metáforas que impressiona... Bonitos versos e o desenho que os ilustram também. Bj.

Sandrio cândido. disse...

Pergunta intrigante do ultimo verso.
abraços