Música!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Haicais do anoitecer

(Pequena II - por Luiza Maciel Nogueira)


quando anoitece
a poesia ronca
estrelas


pestanejam estrelas
na sonata dos sapos
brota a flor da noite


lua de orvalho
na pauta do pássaro
brotos de água


giram sóis
órbitas estelares
Adagio de luares








o pó do silêncio
tremeluzem notas de orvalho
no espectro da noite

(para Jorge Pimenta)







15 comentários:

Ana disse...

lindíssimo Lú!

beijo

Lara Amaral disse...

Esse desenho me entranhou. Gosto taaanto!

Anônimo disse...

Quanta inspiraçâo! Parabens por esse belissimo trabalho!!
Beijos
Renato

Pedro disse...

lindos haicais Luiza, lindos.

beijos

Analuz disse...

Haicais são tão singelos...

bela arte, Luiza...

Beijinho de luar!

Sandrio cândido. disse...

Gostei muito luiza e fui lá conferir o viagens a luz e sombra
abraços

Sônia Brandão disse...

Seus haicais e seu desenho brilham na noite.

bjs

Suzana Martins disse...

Estava com saudade das letras desenhadas em versos coloridos...

Beijos no amanhecer!!

Ribeiro Pedreira disse...

quando a poesia adentra a noite em três versos, o silêncio se desfaz no papel e adágio.

Vanessa disse...

Lindo, lindo, lindo! Amo de paixão esta musica! Lindos versos! Bjus

Marcantonio disse...

Esplêndido!

Beijo, Luiza.

Assis Freitas disse...

maravilha Luiza, primorosos e salve Jorge,


beijo

Jorge Pimenta disse...

luíza,
entrei na noite que que anuncia roncos, gemidos e risos rasgados pela boca do poema porque aprendi que todos os espelhos despertam os rostos que adormeceram na ilusão de um contorno de traço vivo. na redenção da palavra, ergo instrumentos de orvalho sobre as cordas extenuadas do corpo e a música explode em tons cada vez mais simples, cada vez mais justos, cada vez mais humanos.
ler-te arrepia-me a pele, querida amiga. sempre. ainda mais quando associas o meu nome ao teu canto.
como agradecer-te?
um beijo com todo o carinho que a poesia faz crescer em cada um de nós!

Luiza Maciel Nogueira disse...

Jorge: obrigada meu querido o arrepio é recíproco :), beijos

Juliana M. Mesquita disse...

Quanta coisa bonita por aqui! (acabei de te conhecer pelo FB!). :) Obrigada!