sábado, 16 de julho de 2011

Cresça


(Maça - por Luiza Maciel)



já me acostumei com
o silêncio
e quer saber?
tanto faz...
um dia tudo
fere, morde
depois
não importa
sempre passa...

o céu continua
azul e os pássaros
ainda cantam
o que importa de verdade?
é só uma coisa*
(imensa)



4 comentários:

Leonardo B. disse...

[o silêncio, essa segunda pele da palavra...]

um imenso abraço, Luiza

Leonardo B.

MIRZE disse...

LUIZA!

Fico sempre entre o silêncio e a palavra.

Lindo D+++++


Beijos

Mirze

Assis Freitas disse...

o que importa a gente respira entre os dentes,

beijo

Sandrio cândido. disse...

Importa a travessia e nunca a chegada
abraços querida