terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Fragmento de ternura





I.
tua pele
abriga meu corpo
teus braços
em abraço
irradia


II.
beijo
tua pálpebra
cansada
no fundo
dos teus olhos
úmidos
de orvalho
inspiro sol


III.
tuas mãos
atingem o toque
das esferas em brio


IV.
quem dera
plantar sementes
no fundo dos teus olhos



2 comentários:

MIRZE disse...

LINDO. LUIZA!

"quem dera
plantar sementes
no fundo dos teus olhos"

Feliz 2012 com muita poesia!

Beijos

Mirze

Sandrio cândido. disse...

sempre tão lirica nas imagens e nas palavras
abraços