terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Fragmento sem perdão



te cobri de pássaros, música e ternura 
te vi com os olhos nús na essência dos sóis 
quando tombam no prazer do horizonte 
e se revoltam em arco-íris e nuvens 
em sombras e raios de luzes 
na revoada fina de um afeto sem fim






Um comentário:

Noslen ed azuos disse...

estes desenhos maravilhosos são um convite para dançar acompanhadinho rsrs

bjs
ns