quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sobre algum silêncio VIII

descansa teus lábios
no seio da terra
que nosso silêncio
ainda não cessa


(Luiza Maciel)




no seio da terra
descansa meus lábios
que neste silêncio
amanhã recomeça



(Celso Mendes)

4 comentários:

Raphael Grizotte disse...

Muito bom! Adoro este titulo.

Celso Mendes disse...

no seio da terra
descansa meus lábios
que neste silêncio
amanhã recomeça

Desculpe a ousadia da resposta. Não resisti! rs (Mas ficou muito longe de beleza e fluidez do teu poemeto belíssimo)

Beijo, amiga.

Fred Caju disse...

Por que Musgo?
Ou não se precisa saber?

Luiza Maciel Nogueira disse...

Celso: com tua licença Celso, postarei teu poema junto ao poemeto. Beijo

Fred: nem sempre a razão saberá das coisas do coração...beijo