terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Haicais de um certo paraíso

(Paraíso1) 


liláses esferas
eternizam as horas
em vendavais

flores pousam nos olhos
enquanto cores voam
como pássaros na íris

rio de cores suaves
enaltecem a pele
de luminosidade



*

estive essencialmente em desenho por aqui, junto com a poeta maravilhosa Dade Amorim: http://umbigodosonho.blogspot.com/2012/01/palavras-e-coisas-vezes-se-perdem-umas.html

e outro dia estive em haicais também por aqui, junto à voz de MeandYou:


4 comentários:

Joelma B. disse...

olhar sensível colore o dia!

Beijinho, moça-artista!

MIRZE disse...

LUIZA!

Tua sensibilidade explode em cores poemas e poetas.

Beijos

Mirze

Assis Freitas disse...

luminosidade é tanta luz que cega,


beijo

Jorge Pimenta disse...

jardins de escalas maiores sobre luzes de pele e pele de toda a luz.
beijinho!