segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Sobre algum silêncio XI


uma pétala
sussurra seu mistério
no toque do orvalho
até as palmas das mãos:
o beijo perdido da água
convoca a pele
seu silêncio


estou também aqui nesse espaço maravilhoso: http://osilenciodoslivros.blogspot.com/

9 comentários:

Ana disse...

Que lindo Lú! Bjo

MIRZE disse...

Maravilha!

O beijo perdido na água {lindo demais]essa nova "chamada" de silêncio!

Beijos

Mirze

Tania regina Contreiras disse...

Mistérios de pétalas só mesmo sensibilidades como a tua podem decifrar: lindo, Luiza!

Beijos,

dade amorim disse...

Um poema tão delicado e sutil, só mesmo sendo escrito por você, Luíza.

Beijo beijo.

Anônimo disse...

Demais! menina linda linda!

Joelma B. disse...

o vão entre as pétalas é o silêncio enamorado...

Beijinho, moça poeta artista!

Assis Freitas disse...

de silencio se vicia a pele,


beijo

Cristiano Marcell disse...

Muito bonito seu poema, minha prezada poetisa!

Parabéns!

Celso Mendes disse...

de uma delicadeza e de uma suavidade que poucos conseguem.

Belíssimo poema, Luiza (que faz juz ao desenho, também adorável).

beijo.