quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Meia noite de mistério

é madrugada e teus olhos dançam
pelas constelações dos sonhos
negro céu, pássaro estrela

voa pelo infinito, na sinfonia
dos olhos mais lindos
que chovem mistérios

indecifráveis*

3 comentários:

Cristiano Marcell disse...

Muito bonito!

Celso Mendes disse...

a beleza do que não se explica incita a imaginação. então que chovam os mistérios...

beijo, Luiza.

Assis Freitas disse...

pássaro estrela deve ter um brilho de quasar,


beijo