domingo, 11 de março de 2012

Haicais para sorrir mais


sorria e mal sabia
da nudez de seus olhos
quando tocavam os meus

sorria paraísos inacabados
em romances inesperados
em comédias exorbitantes

sorria os sóis do corpo
a terra em gestação
na dança livre dos vendavais

sorria a ironia do amor
enquanto escutava os sussurros
da floresta

sorria em chuva e poesia
em pores de sóis e anoiteceres
em música e amores

sorria e seu sorriso era a porta
do céu, dos sonhos, das asas,
do delírio, do prazer, do mundo

sorria na profundidade do encontro
e enquanto a vida pulsava em seus olhos
o dia invadia a noite

9 comentários:

Jorge Pimenta disse...

entro-te na voz que deixas escorrer pelas mãos; é o traço, é a palavra, é o peito e todos os seus arrepios e ecos. sobram sorrisos por te saber aqui e me saber junto a ti. afinal...

beijos, luíza!

Cristiano Marcell disse...

Muito bom!

Assis Freitas disse...

ando carecendo de tantos sorrisos,


beijo

MIRZE disse...

Mais que lindo, Luiza!

Quanta falta faz essa palavra. E quase ninguém faz esse apelo.

Parabéns, poeta dos sonhos.

Beijos

Mirze

Leonardo B. disse...

[e do sorriso,

a composição do mundo
gravado por coração, corpo
de luz, luz na letra!]

um imenso abraço, Luíza

Leonardo B.

ACÊ lochnessie disse...

Simplesmente sorria, maravilhosa sua poesia, palavras doces e o desenho tbm. Obrigado pelo seu carinho no blog da Mirze, beijos ACÊ lochnessie.

Adriana Aleixo disse...

Quão lindos!

Haicais e ilustração!

Bravo!

carmen silvia presotto disse...

Muito bom, sempre estar aqui e sorrir com as pontas dos dedos e sorrir com o piscar de cílios e contemplar teus versos e imagens.

Beijos Luiza, uma ótima semana.

Carmen.

Ricardo António Alves disse...

Beleza enorme.