quarta-feira, 14 de março de 2012

Haicais urgentes

mistérios do ínfimo
percorrem o agora
recheados de adeus

amanhã é tarde
hoje a poesia é, a música é, a vida é
amanhã é tarde

3 comentários:

Assis Freitas disse...

urgente que o agora se desvanece,

beijo

Leonardo B. disse...

[e a sensibilidade faz-se rosa urgente no mundo,

traçado poema, aroma de haicai!]

um imenso abraço, Amiga Luíza

Leonardo B.

Primeira Pessoa disse...

e é sempre.

a rosa, esse pequeno milagre.
como a poesia.