quinta-feira, 26 de abril de 2012



desisto!
tudo o que não vivi
é o infinito da miragem 
o espaço sempre oco 
da saudade...



*

9 comentários:

Noslen ed azuos disse...

do violão os acordes tocados pelos pássaros num voo de poesia !

ns

Cristiano Marcell disse...

Bravo, minha cara!

Assis Freitas disse...

o infinito da miragem é um oásis,


beijo

Jorge Pimenta disse...

ai, esse vento de tinta que nos tinge as mãos em suspiro interrompido! miragens e saudades do não vivido são a matéria de que se fazem os sonhos.

beijinho, luizita!

Tania regina Contreiras disse...

Te lendo num sábado, Luiza, e fazendo assim um dia melhor! Belo!

Beijos,

Cris de Souza disse...

Ainda não desisti de mim...

Beijo, Luluzinha!

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

Sempre há algo para ser vivido, logo, a saudade estará nos acompanhando.Viver é frágil, mas a miragem precisa nos impulsionar a continuar.

Fernanda

Bípede Falante disse...

Eu gostaria de desistir, mas não sei.
Não sei recuar mesmo quando a causa é perdida.
Que eu só dou o braço a torcer quando ele já está torcido.
Adorei o post.
Adorei o desenho.
Outro dia, a Dea esteve aqui e viu o que você me deu na moldura e achou lindo :)
Beijoss

Joelma B. disse...

lindo!!

Beijinho de novo!