Música!

sexta-feira, 20 de abril de 2012

fragmento íntimo*


encosto meu vazio no teu infinito
e a esperança canta...

cada por menor
vibra seu infinito...





13 comentários:

Cristiano Marcell disse...

Ficou bonito..Parabéns!

Lara Amaral disse...

Bonito, Lu!

O vazio vibra porque ainda tem a essência, basta que o acenda.

Beijo.

Fred Caju disse...

Hoje mesmo vi lá no Mínimo Ajuste, algo sobre a rima vazio e finitude. Taí, você rimou.

Aproveitando, deixo aqui um vídeo para xs leitorxs do espaço:
http://vimeo.com/40411264

Assis Freitas disse...

belo, belo



beijo

AC disse...

Sempre tão bem, Luiza!
("Roubei-lhe" um desenho para usar lá no Interioridades, espero que não se importe. Obrigado)

Beijo :)

Samara Bassi disse...

Se a melodia nasce, é porque ainda tem um som,
um acorde latente
um embalo contente
de ser compartilhado
sem margear os braços.
Lindo minha querida, como todos os encantos teus.
meu beijo,
Sam.

marlene edir severino disse...

Ínfima partícula
de infinito!

Abraço, Luiza!

Marlene

Vanessa Souza Moraes disse...

Vibremos.

Fernanda Fraga disse...

O infinito encanta.
Um beijo,
Fer.

Jorge Pimenta disse...

o vazio e o infinito? com quantos abraços se percorre a distância que os separa/une?

beijo, luizita!

Bípede Falante disse...

Um abraço de ouvir estrelas :)
Lindo, Luiza!
beijoss

byTONHO disse...



encosto meu vazio no teu infinito
e a esperança canta...

cada pormenor
vibra seu infinito...


Coisa linda isto LUIZA!

:o)

Cris de Souza disse...

Que beleza, heim!