segunda-feira, 11 de junho de 2012

Tantos segredos

tantos segredos
dançam em ínfimos
que revelam imensidões
e tu mal sabes amor
que já morei no teu riso
de pássaro
embora se diga triste
um sorriso é sempre
uma imensidão
como os olhos
são sempre infinitos
e a pele
um mar de sonhos
onde qualquer onda
toca o resto do oceano

8 comentários:

Ana disse...

Gostei muito Lú, beijinho.

CamilaSB disse...

Poema e imagem imensamente lindos!
Um beijinho e um :)

Assis Freitas disse...

segredos e risos, receita de pele



beijo

byTONHO disse...



MUITOS!

Imagin...andas inspirada!

:o)

Noslen ed azuos disse...

parabéns pela poesia, os desenhos já sabes q sou fã!

ns

Jorge Pimenta disse...

cada poro da pele é em si mesmo todo um universo.
tão perfeita a tua voz!

beijos!

AnaClarissa disse...

Um poema a segredar ao ouvido...
Beijinho!

Cris de Souza disse...

Que bela revelação!