sábado, 15 de dezembro de 2012

O brio das águas

o brio das águas
quando o toque da luz
revolve o mar de esperança

é cedo, é sempre cedo
para se encontrar
olhos em repente

ainda é tempo de sonhar
para teu sorriso
engrandecer meus ínfimos

Nenhum comentário: