Música!

terça-feira, 12 de março de 2013

Dancinha



revolve a poesia 
nos poros 
nos mistérios 
dos ínfimos 
a poesia dança e sorri
nas pequenas 
 partículas dançantes 
do mundo


*

4 comentários:

Assis Freitas disse...

a poesia baila nos mínimos,



beijooos

Tania regina Contreiras disse...


E me elmbrou a "Valsinha", com o mundo amanhecendo em paz, nas mínimas partículas, Lu! :-)

beijos,

Clarice Villac disse...

Linda composição, Parabéns !
Imagem & Letra !
:~)

Cris de Souza disse...

Dancemos!!!