quarta-feira, 1 de maio de 2013

Poema para ser feliz


imagino que dentro da esperança
um guardachuva dança pelo vendaval
na tempestade de todos os delírios
como as lembranças dançam sob o precipício
de um passado envolto de saudade
abraço quem me quer bem
já não grito pela estrada
nem enlouqueço a vizinhança
das intuições, dos neurônios
e da paisagem definitiva dos olhos
rio de quem não me quer bem,
de quem me quer longe
corro e agradeço a tempestade,
tanto como o sol que aquece
agradeço a vida que existe em cada ínfimo
e esqueço todas as bobagens
que não valem perder tempo
mas lá dentro da esperança
um guardachuva dança

3 comentários:

Caroline Godtbil disse...

Para ser feliz é preciso despojar-se de tudo que não seja essencial e deixar-se levar pelo vento da vida.
Beijos.

Tania regina Contreiras disse...

Li lá e reli cá e continuei adorando! :-)

Beijos,

Fred Caju disse...

Que por aí seja.