Música!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Prece de luzir entretantos

luz sob a face de toda palavra,
luz sob olhos da escuridão,
luz pequenina que não cega,
mas indica caminhos,
luz em toda forma de compreensão,
luz num pedaço fino de ilusão,
que ainda não se vê,
luz nas paredes de um muro,
que se quer romper,
luz na vontade de luzir,
luz nas mãos do tempo,
luz na morada do ser,
luz onde jamais esteve luz,
luz onde falta luz,
e sombra onde a luz vai nos cegar


3 comentários:

Assis Freitas disse...

este final incendeia



beijo

Thuan Carvalho disse...

Entra e sai do mundo das palavras de forma esplendorosa! O título é espetacular e do final, nem se fala.

muito bom!

Tania regina Contreiras disse...


Lu, que pérola e que final esplendoroso!

Beijos,