sexta-feira, 12 de julho de 2013

Turquesa


o brio da pedra carregava o mar
luzia quando era de esperança sua sina
e a luz a atingia como que por fé
na existência bela de uma alma sem fim
à procura pela libertação, pelo amor,
pelo perdão que tanto tocou seu coração
no dia em que enxergou um pedaço de Deus
dentro de si, dentro de tudo...

5 comentários:

R. Vieira disse...

Lindos teus versos Luiza!
encantada ao te ler!

Abraço!

Tania regina Contreiras disse...


Belíssimo. Ponto.

Beijos,

Fred Caju disse...

Vi a arte no da Tania também. Tá rendendo essa imagem!

Assis Freitas disse...

epifania



beijo

Ira Buscacio disse...

Luzia Luíza em turquesa!
Bj grande