sexta-feira, 20 de março de 2015

Om

Porque desde que me conheço por gente já sentia que a minha natureza deve ser preservada assim como a natureza lá de fora. Porque depois de um tempo dentro e fora se tornam um mesmo lugar. E porque a tentativa de dizer para fora é quase sempre para dizer para dentro. Por isso tenho estado distante do mundo virtual e cada vez menos passarei por aqui para dizer "olá, tudo bem com você?". Parto para dentro e na minha jornada a busca é pela paz, pelo sossego e pela missão de ser da melhor maneira que puder ser. Espero que estas palavras possam inspirar aquele que lê ou passeia por aqui. Minha jornada sempre foi essa, estive muitas vezes distante disso e na ilusão que conhecemos desse mundo do ter e não do ser, do mundo consumista e desesperado por mudar na escassez dos seus recursos que muito bem conhecemos. Escassez também presente na falta de preservação não só do meio ambiente, mas também do homem como Ser. É preciso saber que somos apenas um canal e nada mais que um canal para a vida fluir em nós através da arte, da sabedoria, do amor. E não nos iludir através de elogios ou críticas pois somos apenas um canal. Já nos yoga sutras foi dito - não somos os nossos pensamentos, não somos o que realizamos, não somos o que os outros pensam de nós, não somos o que pensamos que somos, nem o que sentimos, somos parte do todo, conectados, embora tão desconectados por vezes. Somos essencialmente natureza, essencialmente seres em uma rede, em uma teia, conectados. Essa união, essa conexão é Yoga. Portanto que haja amor, que haja luz, que haja paz. E que cada um escute atentamente sua intuição e siga seu caminho da melhor forma possível. "Om lokaha samastaha sukino bhavantu Om shanti shanti shantihi". 

Nenhum comentário: