terça-feira, 8 de dezembro de 2015

já é noite


já é noite
vendavais escurecem os olhos
e é preciso observar as luzes esvoaçantes
que percorrem cada pedaço
daquilo que permanece
nos cantos tão esquecidos por nós
escutar as preces 
do agorinha tão já
que iluminam os olhos
quando as sombras se aproximam do amor


*

Um comentário:

AC disse...

O canteiro da vida que nos coube não é dado adquirido. Carece de, constantemente, ser cuidado, refeito, irrigado...
Pertinente, sempre, Luiza!

Um beijinho :)