Música!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Diálogo com o silêncio enquanto não falas comigo II

por gentileza verse comigo
é que o silêncio me é insuportável
e ele sabe me torturar
não nasci para o silêncio 
eu quero uma porta que me abra
um novo mundo
um disco voador 
que me leve para outra galáxia 
já que esta está a me irritar
com tanta morte, violência, corrupção
quero falar com alienígenas
tocar as estrelas
gritar no espaço para ninguém me ouvir
quero engolir as pílulas da felicidade
e ficar gargalhando para o nada
até adormecer
quero parar com a síndrome da Cinderela 
e mandar o príncipe para aquele lugar
e se não gostou vai pastar

2 comentários:

Agostinho disse...

Quando a torre do silêncio desaba ouve-se um estremecimento fatal.
É o que do poema transparece.

Bj.

Luiza Maciel Nogueira disse...

☺ um beijo!