Música!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Poema sobre um pedaço pequenino de paz

tenho em mim 
um pedaço pequenino de paz
que às vezes não se sustenta
e a tempestade chega
a me molhar 
com seus raios repentinos
de mudança 
que me fazem dançar
o que perdi ali
ganhei aqui
onde brotam sorrisos
amanhã nascerão lágrimas
que um dia serão pássaros
a voar no horizonte


*




Um comentário:

AC disse...

Luiza, a vida está muito longe de seguir em linha recta, é composta de mil e uma interrogações.
(Nunca mais apareceu. Está tudo bem?)

Um beijinho :)