Música!

quinta-feira, 23 de março de 2017

Poema para espantar gavião


meu bem não vou brincar de gato e rato contigo
estou velha demais para isso
cresci e amadureci rápido demais
e até já tenho cabelos brancos
depois de muito espernear
cá estou
já quase nada me tira do eixo
não sou Cinderela nem princesa que beija o sapo
aquela outra lá que conheceste já era
não existe mais a pobre coitadinha
sou mullher com "M" maiúsculo
não abaixo a cabeça e não corro atrás de ninguém
não admito desaforos, falta de respeito
quem me rejeitou talvez se arrependa no futuro
enfim não importa
eu não simpatizo com gente assim
estou velha demais para joguinhos de gente vazia
já me nascem os cabelos brancos
meu objetivo é outro
e a poesia é quem me guia
eu vou onde meu coração me leva
já fui cuspida demais por gaviões
e respeito é palavra indispensável no meu dicionário
tanto que virei Fênix
sou Ogra também se eu quiser
tanto faz meu bem
porque meu objetivo é outro
e a poesia é quem me guia
a arte é quem me chama



*





Nenhum comentário: