terça-feira, 18 de abril de 2017

Poema possível


(Imagem de autoria desconhecida)


abrange o infinito nos olhos
capturas os traços indescritíveis das águas 
vês como as ondas sonham constelações? 
assim teus olhos me capturam 
as estrelas conversam contigo
 refletem nas águas 
em meio à escuridão do universo 
 por isso e por outras coisinhas mais 
 sei exatamente onde estás 
seu brilho é o alicerce 
 que movimenta a dança 
do tempo 
 onde é possível sonhar 
o sonho possível 
da guerra um dia acabar



*

3 comentários:

Marta Vinhais disse...

O poema é sempre possível.... e o sonho também...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Julia Tigeleiro disse...

"...Onde é possível sonhar..." há uma esperança de que nem tudo ainda está perdido e que o futuro dos nossos vindouros será melhor que o nosso presente. Tão lindo. Obrigada e um beijinho Luiza.

Agostinho disse...

Saber onde se está é crucial para se construir o sonho. Sonho com horizonte.
Obrigado pelas viagens à minha janela.
Bj.