domingo, 14 de maio de 2017

Poema para a mãe da gente

a mãe da gente sempre fica
não importa se ela se foi
fica na pele, na lembrança, na história
é mãe sempre
dedica o corpo, a vida, a alma à sua cria
carrega no ventre a sua alegria
é mãe para sempre
que cuida, que dá alimento, 
que vê sua cria crescer
sorri o primeiro sorriso da cria
torce por cada passo conquistado
até o andar, que alegria!
sofre por cada lágrima derramada
mas sabe que a cria tem que aprender
com seus próprios pés a arte de viver
por isso a mãe da gente ensina até certo ponto
o ponto que cada um escolhe aprender
depois cabe a cria se ensinar a viver
a mãe da gente sempre fica dentro da gente
a nos dizer baixinho que ama a gente
não importa o nosso caminho
puxará a orelha se for preciso
porque já adultos a mãe da gente
é a consciência nossa a nos chamar
"vá em frente menino, a vida não vai parar!"


 


Nenhum comentário: