Música!

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Poema ao amigo

(em lembrança a Vinicius de Moraes)



e assim a vida acontece 
as sombras se casam, os beijos se calam, 
as flores brotam, a terra germina 
o tempo se multiplica nas lembranças revisitadas 
o presente fica e vai, vai e fica 
na dança de cada momento e assim nesse ínterim 
 as coisas nascem, as coisas vivem, as coisas morrem
o universo gira na criança 
que sorriu, que aprendeu, que dançou, 
que viveu, que sofreu, que amou, 
que derramou lágrimas de areia e mar 
que foi ser horizonte, 
estrela, pedra, pássaro, música ou joaninha 
para tocar alguém e oferecer a sorte de ser pensamento 
e assim a vida continua meu amigo 
vai e engata a primeira até o infinito 
não te limites o pensamento 
a pensar ser muro o universo inteiro 
a vida é esse voo que não para 
é esse infinito que continua a nos sorrir 
assim que o sorriso nos chega é preciso se despedir
e virão as tempestades, os vendavais, as chuvas de granizo
mas meu amigo a vida é esse sorriso 
vai e engata a primeira até o infinito


(Ilustração: Luiza Maciel Nogueira)

2 comentários:

CÉU disse...

A vida é isso mesmo, avanços e recuos, mas não vale parar.

Beijos e boa quinta feira.

Luiza Maciel Nogueira disse...

Obrigada pela visita! Beijos CEU