sábado, 19 de agosto de 2017

Poema da loucura dos espaços ocos


https://youtu.be/4GjrJ4NF5oU

Poema da loucura dos espaços ocos a loucura dos espaços ocos são deliciosamente infindos um buraco negro de versos qualquer palavra jogada voará sabe lá para onde fará sabe lá o que o mistério as abraçará a solidão as beijará a indiferença de uns será a ternurinha de outros nada sabemos desse destino naquele sorriso poderão existir rios, mares, cachoeiras de lágrimas naquela lágrima existirão inúmeros sorrisos os espaços ocos habitam mistérios indecifráveis pontos de interrogação hoje não me atrevo a tocar a brancura alva no alvo de te amar me atrevo a invadir a loucura de te sorrir nesse espaço sonho sorrisos a multiplicar paraísos nas profundezas desses mares te ofereço essa chuva de sangue em versos minhas veias teimam constelações espero sempre pelas estrelas brilharem ao contemplar a noite nesse buraco negro, nesse negro manto da noite, nessa oca infinitude brilham as estrelas a noite canta, a infinitude dança e tudo é esperança

por Luiza Maciel Nogueira Especialmente para Arte de Jeannette Priolli

Nenhum comentário: