quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Poema de muita educação

 
Foto: Estudos da natureza para delirar uma pintura
Luíza Maciel Nogueira

certas notícias surgem a preto e branco
violências, assassinatos, injustiças e tanta tanta corrupção
é PM, judiciário, governo, eu, você e o universo inteiro
ninguém escapa dessa podridão
e fede entre aqueles que tentam a todo custo
se esconder atrás da negação
“eu não roubei nada só peguei emprestado,
afinal todos pegam só peguei por educação.”
e a história continua a Maria que vai com a outra Maria
que repete a educação da outra Maria
só por educação...

*

2 comentários:

Thales Rafael disse...

Poesia armada até os dentes, sem medo de ferir, denunciar e fazer a mea culpa. Estamos vivendo tempos em que é praticamente imprescindível que as letras também estejam manchadas de sangue e que as palavras tomem lado num embate. Que ela consiga quebrar o círculo vicioso de corrupção que nós brasileiros amamos tanto e essa educação de que você fala seja só um modo de etiqueta antiquado e anacrônico.

Gostei demais dessa!

Agostinho disse...

Só por educação, Luiza, tipo Maria vai com as outras? Não são pilha-galinhas, não.
Bjs.