Música!

...

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Porque algumas palavras são inúteis e outras nem tanto


por mais que se queira dizer
algumas palavras são inúteis para serem ditas
aquele restinho de sol na janela
vale mais que qualquer palavra
mas ai de nós os sem palavras
a sufocar no silêncio todos os diálogos da vida
tem que ter um meio termo eu sei
não gosto tanto assim de não dizer
das coisas que desaprendi a escrever
deve ser porque agora nasce uma nova palavra
o Sol agora nasce na palavra sol
o silêncio é o Sol escrito na pele da palavra
e a pele da palavra é o corpo de quem lê
Sol
Sol
Sol
Sol são os teus olhos...


2 comentários:

Graça Pires disse...

Concordo que algumas palavras são inúteis, mas só quando o silêncio é maior… De resto as palavras são tão cúmplices dos poetas… Gostei muito do poema.
Uma boa semana.
Um beijo.

Pedro Coimbra disse...

Hoje é só para dizer que já estou de volta.
Amanhã já haverá comentários.